Mais Vida | Outubro Rosa: mês dedicado a saúde da mulher
Mais Vida O Centro de Apoio ao Portador de Câncer, + Vida, é uma organização Não Governamental que iniciou suas atividades em 2005 na cidade de Itu-SP. Com o propósito de acolher pessoas em tratamento de câncer. Em setembro de 2006, a instituição implantou a sua segunda unidade de atendimento na cidade de Bragança Paulista -SP e no ano de 2010 estendeu seus atendimentos para o município de Indaiatuba-SP. Desde então a entidade realiza atendimentos diversos aos portadores de neoplasia (câncer). Diante da realidade atual sobre o câncer, o alto custo exigido em seu tratamento, muitos não conseguem manter uma boa qualidade de vida por falta de recursos. Identificando a necessidade de auxilio básico, psicológico e nutricional o + Vida se propõe a desenvolver atividade de suporte ao atendido. O atendimento profissional é voltado para práticas humanitárias, onde a pessoa recebe não apenas os benefícios básicos para sua sobrevivência, mas também afeto, carinho, atenção, fazendo que vejam na entidade o seu porto seguro. Projetos voltados ao bem estar social também são desenvolvidos pela instituição. Campanhas de prevenção e educativas orientam a comunidade sobre os males do câncer e importância de cuidar da saúde, buscando a conscientização em relações a importância de prevenir.
Mais Vida O Centro de Apoio ao Portador de Câncer, + Vida, é uma organização Não Governamental que iniciou suas atividades em 2005 na cidade de Itu-SP. Com o propósito de acolher pessoas em tratamento de câncer. Em setembro de 2006, a instituição implantou a sua segunda unidade de atendimento na cidade de Bragança Paulista -SP e no ano de 2010 estendeu seus atendimentos para o município de Indaiatuba-SP. Desde então a entidade realiza atendimentos diversos aos portadores de neoplasia (câncer). Diante da realidade atual sobre o câncer, o alto custo exigido em seu tratamento, muitos não conseguem manter uma boa qualidade de vida por falta de recursos. Identificando a necessidade de auxilio básico, psicológico e nutricional o + Vida se propõe a desenvolver atividade de suporte ao atendido. O atendimento profissional é voltado para práticas humanitárias, onde a pessoa recebe não apenas os benefícios básicos para sua sobrevivência, mas também afeto, carinho, atenção, fazendo que vejam na entidade o seu porto seguro. Projetos voltados ao bem estar social também são desenvolvidos pela instituição. Campanhas de prevenção e educativas orientam a comunidade sobre os males do câncer e importância de cuidar da saúde, buscando a conscientização em relações a importância de prevenir.
1246
post-template-default,single,single-post,postid-1246,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-16.2,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive
 

Outubro Rosa: mês dedicado a saúde da mulher

Durante todo este mês, torna-se comum encontrar pessoas vestindo rosa, e ambientes decorados e iluminados por esta cor, num gesto de adesão ao “Outubro Rosa”, dedicado à conscientização sobre a importância dos cuidados com a saúde da mulher, principalmente sobre o câncer de mama.
Este movimento teve seu início nos Estados Unidos, onde este mês era dedicado ao combate do câncer de mama, e as atividades ocorriam em algumas cidades norte-americanas. As ações deram tanto resultado, que aos poucos foi ganhando força em todo o país, até que o Congresso Americano oficializou outubro como o “mês nacional (americano) de combate ao câncer de mama”, e ganhou como símbolo principal, o laço cor de rosa. Em 02 de outubro de 2002, o Obelisco do Ibirapuera na cidade de São Paulo foi iluminado pela cor rosa, dando início ao movimento no Brasil.
Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), a estimativa para 2018 é de 59.700 novos casos de câncer de mama. É importante ressaltar que o câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando as chances de tratamento e cura. As mulheres precisam estar atentas a qualquer alteração suspeita na mama e, caso notem algo de diferente, devem procurar o serviço de saúde para investigação diagnóstica.
Devido a relevância do tema, segue abaixo orientações em prol da saúde e do bem-estar da mulher: